sexta-feira, 5 de março de 2010

Nove minutos com Blanda de Fernanda França

Com orgulho venho falar sobre o mais novo Chick-Lit Brasileiro, Nove minutos com Blanda da jornalista Fernanda França. Não sei o que vocês sentem, mas  eu fico muito animada quando percebo  o florescimento deste gênero aqui no  Brasil. Um sentimento bem patriotista mesmo: Chick Lit brasileiros para brasileiras! Livros com o qual podemos nos identificar verdadeiramente, social e culturalmente.  Melhor do que isso é fazer  a leitura dos mesmos e notar  sua qualidade excelente,  e que deixam muitos  estrangeiros comendo poeira. 
 A Fernanda, além de jornalista  e escritora, adora gatos e peixes. Nasceu  e viveu  grande parte de sua vida em São Paulo, mas hoje mora no interior  do estado, onde escreve para a Gazeta Guaçuana, jornal de Mogi Guaçu. Sempre amou escrever, e possui vários cadernos repletos de contos e cronicas da sua adolescência,  o que naturalmente evoluiu para a criação de  livros.  Já escreveu quatro, três deles ainda inéditos.  Nove minutos com Blanda é o seu primeiro chick lit, e vou contar um pouquinho agora sobre ele pra vocês.
Eu sei que costumo falar isso, mas li  Nove minutos com Blanda em "uma sentada",  foram quatro horas de uma leitura extremamente prazerosa e divertida, que no final eu só desejava  algumas paginas a mais sobre a vida da  nossa adorável protagonista.  Definitivamente não queria que o livro acabasse.
Blanda é uma brasileira de seus vinte e poucos anos, advogada por profissão e desempregada por falta de opção.  Dona de um gato, com o espirituoso nome de Freddy (de Freddy Gruger), uma mãe espalhafatosa e metida ( e que mãe não é?) e um namorado egoísta, desligado  e preguiçoso ( este ai,  merece mais detalhes).
Max, o  tal namorado, aparece quando quer, não liga, não é carinhoso, faz a maior bagunça e não mexe um dedo para arrumar nada, ou seja um verdadeiro canalha. Cansada dessa lenga lenga, Blanda decide dar um ultimato! Max  deveria finalmente leva-la para conhecer seus pais.
Ao chegar na casa  elegante dos pais de Max, com o respectivo e a mãe a tira colo ( não falei que ela era metida?) tudo caminha para uma direção completamente inesperada, e quando ela se dá conta, as mães já estão  organizando o seu casamento com  Max.  Mas será que ela quer casar mesmo com ele?
Sem tempo para pensar nesta confusão, ela deixa os preparativos começarem a ser organizados,  culpa de outra "oportunidade" muito mais urgente que caiu em seu colo.  Blanda  começa a pintar novamente ( um antigo hobby seu) para uma exposição marcada para a semana seguinte. Só que o detalhe - básico - ela não tinha nenhum quadro pronto, e não pintava há um bom tempo!
Em meio essas confusões, aparece o príncipe-gerente de banco-baterista chamado Bernardo, um homem  lindo e charmoso que me lembrou o Luke do livro Ferias! da Marian Keyes ( preciso comentar que GAMEI!).  Blanda não consegue tirar Bernardo da cabeça, e nem parar de encontra-lo casualmente. Porque será que ela sente suas pernas balançar por um completo estranho e não pelo cara que supostamente vai passar a vida ?

Blanda é  carismática, querida e hilária, cheia daquelas inseguranças básicas que todas  nós  mulheres temos, numa verdadeira busca pelo auto - redescobrimento. Não tem como não se identificar e torcer por ela, porque com certeza em algum momento da nossa vida já  passamos pelas situações descritas. Sejam as roupas que ficaram apertadas, seja  uma ruga nos olhos que ontem não existia, seja um namoro que já devia ter ido para as cucuias há muito tempo mas que  continua sem muito sentido de ser, seja pela duvida profissional, seja os problemas familiares... 

Algumas partes gostaria que tivessem sido  um pouco mais desenvolvidas,  principalmente  os encontros com Bernardo ( definitivamente os pontos altos da narrativa), e outras  achei dispensáveis,  como a história do programa de namoro, que apesar de engraçada não teve muita importância para a trama em si.  Mas no final das contas, simplesmente adorei a história, a narrativa e principalmente a protagonista.  Nove Minuto com Blanda  é definitivamente  um dos melhores livros do gênero escrito no  Brasil, e acredito que ainda ouviremos  falar muito da Fernanda.
E semana que vem  sai  mais uma super promo,  e a sortuda que ganhar leva um exemplar do Nove Minutos  com Blanda  para casa.





Para matar a curiosidade, mais um pouco sobre a autora e o livro:
Recado especial para quem é de SAMPA:
Dia 07 de março ( domingo)  vai acontecer  o lançamento do livro,  no Bar Squat às  18 horas. 


22 comentários:

  1. Caraca! Vou ter que providenciar uma segunda estante para meus livros aqui em casa! Você escreve ao estilo chick-lit e fica uuma leitura IM-PER-DÍ-VEL!!!Já ouvi falar, já li sobre o livro "Nove minutos com Blanda", já visitei o blog da autora, skoob (estou seguindo), etc... e estou querendo lê-lo como nunca! Fico bastante entusiasmada com toda esta movimentação literária que parece-me está em seu apogeu.
    BjO e valeu pela resenha perfect, qualquer um sai correndo para comprá-lo. Muito bom. :)

    ResponderExcluir
  2. Ju,

    Adoro esse gênero literário!
    Amei sua resenha e esse livro já está na minha listinha! rs.
    Fico muito feliz em saber que nossos escritores estão com tudo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Miga amei a resenha como sempre, você arrebenta ne?
    kkkkkkkkk
    Gamei na Blanda, não vejo a hora, do livro chegar para eu ler*!!!!!!
    amei"

    Te adoro*

    ResponderExcluir
  4. Blanda parece ser muito bom mesmo.
    Gostei bastante da resenha Ju, **

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha Ju! Vou ficar ainda mais de olho nesse menino aí! hehe
    Aliás, dona Ju, aproveito para agradecer pq graças a vc (suas dicas aquele dia no gmail e as indicações no blog e no awards) eu comprei ontem meus primeiros livrinhos chick-lit!!! Estou empolgadíssima! 1000 obrigadas!
    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Me manda um email contando quais!!! =o*

    ResponderExcluir
  7. adorei a resenha, fiquei morrendo de vontade de ler!

    ResponderExcluir
  8. Parece ser um livro bem legal! ;)

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Oi minha querida Ju,
    Obrigada pelo carinho!
    Quem quiser comprar o livro (com uma dedicatória especial), basta solicitar em http://fernandafranca.com.br/contato/. O livro foi lançado pelo selo Desfecho Romances da Editora Multifoco, do Rio.
    Um grande beijo a todas as meninas e aos meninos também ;o)
    Fernanda França.

    ResponderExcluir
  10. Ah, mais uma coisinha: a comunidade do livro no Orkut é a http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=44611076

    Beijos, lindonas!

    ResponderExcluir
  11. A história parece ser muito boa ^^
    Mais um livro pra minha lista =DD

    ResponderExcluir
  12. Nossa, Jú... Adorei a novidade!! E com certeza esse livro entrou na minha lista de próximas aquisições! Vou fazer o maior esforço pra poder ir nesse lançamento aqui em Sampa!!
    E lógico que vou aproveitar a dica e comprar o livro com a autora pra receber o meu autografado, né?!
    Beijos
    Camila

    ResponderExcluir
  13. Adorei a resenha Ju!
    É sempre bom saber que a literatura brasileira, em especial os chick-lits estão com tudo! Fiquei com muita vontade de ler livro.

    ResponderExcluir
  14. Ei Ju,
    Adorei a resenha e o livro parece ser muitooo bom mesmo. Fiquei super curiosa com a história e para conhecer o desfecho.

    bjoo

    ResponderExcluir
  15. Resenha mara! :) Chick-lit ROCKS in everywhere! o//
    Pena q n to mais em São Paulo, rsrsrs.

    xoxo
    Ana

    ResponderExcluir
  16. Eu li, aliás, devorei o livro e amei! É uma delícia de ler, me senti mais leve e feliz. Parabéns a Fernanda pelo trabalho, pretendo adquirir outros trabalhos dela!

    ResponderExcluir
  17. Adoro o seu blog, sempre leio e agora sou seguidora.Realmente seu blog é 10, os textos são shows.
    Que tal trocarmos links. Montei um blog com minha irmã, Adriana. O blog se chama Irmãs Conectadas ( http://irmasconectadas.blogspot.com), aproveite para nos fazer uma visita.

    Bjs,
    Irmãs Conectadas

    ResponderExcluir
  18. Lembra o Luke?? Nossa, já gostei do Bernardo...rss
    Estou doida pra ler esse livro... mas só vou comprar depois da promo... quem sabe a sorte não bate na minha porta, né??

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  19. Luciana Ferraz Pereira10 de março de 2010 16:02

    Olá,
    Eu passei para dizer que li Nove minutos com Blanda. A história é light e cheia de pequenas surpresas. A personagem, Blanda, nos cativa do início ao fim da história. Por muitas vezes, me identifiquei com suas emoções, certezas, incertezas, descobertas, encontros e desencontros. Eu me emociono ao final, em todas as vezes que o li... Acho que a gente está aqui nessa vida para se perder e se encontrar. E, mesmo que seja na história, é sempre bom ler sobre quem se encontrou e sobre tudo o que sentiu durante todo esse processo...
    E, é claro, as atrapalhadas da Blandinha são demais... é reflexão com muito, muito humor!
    Parabéns, Fernanda!
    Luciana

    ResponderExcluir
  20. Eu fico feliz de ver a literatura no Brasil crescendo e acho que essa 'explosão' de chick-lits que estamos vendo é consequência disso. Os autores/editoras devem estar percebendo que esse é um gênero que agrada e resolveram dar uma chance. Bom pra nós!!! Ah, sentimento patriotista eu senti foi quando comecei a ler Fazendo meu Filme, fiquei toda boba de ver uma personagem que mora na minha cidade, rsrs.

    Gostei muito da resenha. Confesso que pelo nome e pela capa ainda não tinha me interessado, mas agora vou colocá-lo na minha lista.

    Bjos

    ResponderExcluir
  21. Amei a resenha!! Não vejo a hora de ler!!!
    bjkassssss

    ResponderExcluir

Meninas (e eventuais meninos) as respostas aos seus amados e estimados comentários será feita no próprio blog, ok?? Responderei logo abaixo dos seus comentários.

Regras
- Comentários Anônimos não serão publicados nem respondidos.
- Não faça propaganda de blogs/sites nos comentários.
- Não peça parcerias pelos comentários, use o Formulário.
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.

Os comentários dos leitores não refletem a opinião da autora do blog, e são de responsabilidade exclusiva dos mesmos.