domingo, 13 de junho de 2010

Querido John de Nicholas Sparks

Um amor para Recordar, Os Diários de uma Paixão,  Noites de Tormenta e todos os outros livros de Nicholas Sparks e suas respectivas adaptações cinematográficas seguem uma regra - quase uma formula: são  histórias tão belas que mal podem ser descritas  por palavras, mas são ao mesmo tempo igualmente tristes.
E foi exatamente assim que comecei a leitura do lançamento Querido John. Sabendo  exatamente o que me esperaria, como se a caixinha de lenços do kit de lançamento da Editora Novo Conceito  fosse um presságio do turbilhão de emoções que seria a leitura.

Acredito que 90% das leitoras já saibam do que a história se trata, mas não tem jeito preciso comentar mesmo assim. John Tyree é um jovem que após uma fase sem perspectiva  -cuja relação com seu pai é praticamente inexistente- decide se alistar no exercito americano. Seus anos de alistamento transformaram o adolescente inconseqüente em  um homem muito mais maduro.  Em uma de suas visitas à casa do pai, uma tentativa inútil de construir um laço mais forte entre ele e aquele homem tão fechado e centrado na sua paixão pela coleção de moedas raras. Nesta ocasião ele  conhece a jovem humanitarista Savannah, que se encontra na cidade para construir casas para pessoas carentes.
John e Savannah são tomados por um amor que surgiu tão rápido quanto à brisa da praia em que se conheceram, mas nem tudo é perfeito e em menos de duas semanas ele deve retornar a Alemanha onde está servindo.  O amor dos dois é tão grande que acreditamos que eles vão superar a distância ( principalmente eu, que vivi-amei-consegui superar todos os empecilhos de um relacionamento neste estilo), mas o destino coloca o 11 de setembro em suas vidas e a modifica para sempre.

Como vocês podem imaginar foi uma leitura maravilhosa do inicio ao fim. E quando se trata tanto da narrativa  impecável quanto a criação dos personagens realistas de Nicholas sou toda elogios. 
Mas a  verdade é que tenho inveja - e até certa dificuldade para entender-  o patriotismo americano, por vezes, para mim, exagerado ( principalmente politicamente).  Aqui no Brasil estamos cansados de saber que o orgulho de ser brasileiro só dá as caras em tempos de Copa do mundo, e olhe lá!  Por isso me custa muito  entender como John largou o grande amor da sua vida para continuar no Exercito e lutar pelo seu país.  Alias tenho que admitir que rola até uma revolta por isso.

Por outro lado, apesar de nunca ter vivido uma situação extrema como uma guerra, sei o quanto é difícil manter uma relação a distancia, mesmo que o amor seja verdadeiro e sincero  nem sempre tudo são flores.  Aqui foram três anos de idas e vindas intermináveis de Floripa para São Paulo e vice-versa. Três anos em que ganhamos muita coisa, mas também abdicamos igualmente, que sofremos, mas que vivenciamos os maiores momentos de felicidade. É como andar  por uma corda bamba durante todo esse período, e  apesar do meu final ser feliz  é  impossível não me identificar com a história de John e Savannah. Realmente me fez pensar no que teria acontecido com minha vida se  tudo não tivesse acontecido como aconteceu.

As passagens sobre a saudade e as lembranças  para mim são as mais lindas do livro. É impossível não perceber o quanto é verdadeiro o fato de nos apegarmos  em  momentos, coisas, recordações, sons tão diversos  e de que eles tornam partes imprescindíveis da nossa história.  E sem duvida  a construção da relação pai e filho foi algo simplesmente emocionante. 

Alias ao terminar um livro assim, sempre me pego pensando no autor e na sua felicidade ao saber que sua obra foi capaz de tocar o coração de tantas outras pessoas.  Deve ser o maior sentimento de realização: Aquele de dever cumprido! Livros como Querido John são capazes de nos fazer vivenciar uma gama tão grande de emoções, bons ou ruins /felizes ou tristes  que é  impossível  esquecê-los, pois a leitura e sua  história se tornará uma parte pequenininha do seu ser.  É como aquelas cenas de filme, que nos arrepiam  dos pés a cabeça por mais que já tenhamos visto uma dezena de vezes. E definitivamente  as histórias criadas por Nicholas são assim, seja nos livros seja nas adaptações cinematográficas.

O melhor de tudo, sem duvida, são os momentos que passamos com elas e que nos deixamos levar pela verdadeira montanha russa de emoções. Acho sinceramente  que um bom livro tem que ser assim. De que adianta (ou o que ele muda) se  a história lhe é indiferente. Livros assim não significam nada para mim, e provavelmente não significará para você.

Mesmo assim  ainda praguejo: Por quê? Por que Nicholas Sparks não termina nenhum livro com Happy End?  Estou louca para ver o filme, apesar de  não ser mega fã do Channing Tatum (de Step Up 2 e do péssimo G.I. Joe) mas adoro a fofa da Amanda Seyfried desde  Garotas Malvadas ( alguém lembra dela e das suas previsões do tempo?), sem contar Mamma Mia, um dos meus musicais preferidos. 

E que agora venha A Ultima Música.


Visite o Hotsite de Querido John
Assista o trailer do filme

Querido John
Nicholas Sparks
Novo Conceito
276 páginas
ISBN: 978-85-63219-02-2


39 comentários:

  1. Eu gostei tanto do livro que fiquei uns dia sob o efeito.
    E o final ? Cá entre nós, John se mostra tão íntegro no final que eu gostei ainda mais dele.
    Beijos
    Luka.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Juliana, parabéns pela resenha, mas gostei mais ainda do seu ponto de vista sobre a história. Ainda não lí o livro, mas já havia lido algumas resenhas, e também não entendo essa lavagem cerebral que o governo faz nos norte-americanos, mas só de ler sua resenha me fez suspirar e desejar conhecer a história do Querido John.

    ResponderExcluir
  3. Julianna, bem que você me disse que estava com orgulho da sua resenha! Porque eu estou com muito orgulho!
    Parabéns, ficou tão perfeita. O Nicholas Sparks é tão fofo né? Imagina ele em casa com sua esposa e com seus 5 filhos( não é brinquedo não!).
    Você sabia que a filha dele se chama Savannah?
    Muito legal né?
    Ai, eu gosto desse ator sim!
    Acho que ele tem grande potencial. Gosto dele desde o filme Ela é o cara com a amanda bynes ( outra que eu adoro!)

    ResponderExcluir
  4. Nossa, sua resenha ficou maravilhosa e me deixou com MUITA vontade de ler o livro! Parece ser lindo demais... *-*

    :*

    ResponderExcluir
  5. Eu adorei o livro, apesar de ter achado muita gente que não gostou do livro. Eu gostei muito da sua resenha!! XOXO Ju e boas leituras para vc!!!
    Ah vc tava otima no LIVEBLOGGING!!! Ri muito!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Clarisse também ri muito no Live, até sexta. Aquele assunto vai pegar fogo hauhah

    ResponderExcluir
  7. Ju, leia A Última Música! É o mais perfeito do Nicholas (na verdade, Querido John é o que gosto de menos dos livros dele). O final é triste/feliz. Vc fica traumatizada, mas ao mesmo tempo vc fica: "bem, sempre acontece algo bom".
    Super recomendo :)
    :* e excelente resenha

    ResponderExcluir
  8. Aí eu sou grande fã do Nicholas exatamente por causa do que a maioria não gosta em seus livros...O Sem "happy End" Ele consegue criar narrativas e personagens incríveis e no final completar, com aquilo que sabemos,mas ignoramos...É a jornada que importa...o que você viveu...as lembranças e as consequências de suas escolhas...óóótima resenha Juh...faço minhas suas palavras...Mas gosto do Chaning Tatum...Amanda sem comentáriooos...Óótima!Uma das melhores atrizes da nova geração...e que salvou Jennifer's Body do fiasco...hehehe...Aah agora eu quero ver uma fotinha da caixinha de lenços do Kit de lançamento...rola uma fotinha!?
    *-*

    Beijooos!!!!Sucesso!!! =D

    ResponderExcluir
  9. Tati tem uma foto da caixinha aqui: http://twitpic.com/1tcc70

    ResponderExcluir
  10. Oi Julianna! Estou louca pra ler esse livro, mas moro numa roça completa e não tem nem na melhor livraria da cidade. Tenso, não ?! ¬¬
    Estou implorando pra minha mãe comprar pela net. E depois de ler a sua resenha ainda to muito mais ansiosa para ler Querido John. *-*
    Ah, não sabia que Um Amor Para Recordar tinha e livro e que era do Sparks hm. Mas desde que vejo falar de Querido John e de A Última Música, acho Um Amor Para Recordar a cara dele.
    Enfim, tudo muito lindo, quero ler tudo *-*

    ResponderExcluir
  11. Ju, ontem fui ao cinema assistir Dear John, mas não tinha, acabei ficando com outro da Amandita - que eu jurava que ra cantora, tão bem que ela canta em Mamma Mia - o "Cartas para Julieta". Tolinho, mas adorável. Tô com muita vontade de assistir o filme, nem tanto de ler o livro, embora sua resenha seja irresistível, as usual. Beijo enorme, saudades!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ju!

    Não gosto muito de finais tristes... queria que os finais fossem sempre lindos e perfeitos, mesmo a vida não sendo assim. Quando um livro termina feliz a gente sai rindo sozinha, parecendo boba. E assim que gosto...

    acho que esse eu não vou ler não...

    bjssssss

    ResponderExcluir
  13. Eu me revoltei também com a decisão dele. ASHUAHS
    Aqui ainda não chegou, acho que nem vem mais. =/

    ResponderExcluir
  14. Eu estou lendo o livro, estou completamente encatada com ele apesar de agora estar bem triiste... Mas eu já esperava por isso.
    Eu ainda não tenho uma opnião formada do livro, ainda estou no cap. 11. Mas, até agora, o livro tem estado mt bom. O John é maduro e me da pena do seu pai, mas me encanto com ele toda vez que ele tenta manter uma conversa com seu pai que seja diferente de moedas -mesmo não sendo possivel.
    Toda essa história de superação que em Querido John é contado tem sido incrivelmente bom.
    Quero logo o final do livro, mas está sendo dificil de ler por estar em semana de teste. Mas assim que terminar vou pegar o livro pra ler de verdade, assim como o outro que também estou lendo.
    Adorei sua resenha, parabens Ju. beeijos

    ResponderExcluir
  15. Vejo sempre esse livro, fico louca para comprar,mas acho que vou choraarrrr rsrsr e acabo comprando outro..rs
    Estou doida para ler e assistir A ultima musica que tbm deve ser lindo!

    ResponderExcluir
  16. Esse me parece legal.. mas tenho medo de Sparks, é muito triste.

    ResponderExcluir
  17. Na Comunidade de livros do orkut tem esse livro traduzido.Confesso que ainda não tive coragem para ler,porq. sei que ele é da mesma linha de sofrimento do Diário de uma paixão,que adoro e já assistir dezenas de vezes o filme e choro todas as vezes.Uma história dessas me absorve muito,então tenho que está preparada e bem para ler.Beijinhos.

    ResponderExcluir
  18. Fico triste em saber desse tipo de tradução. Só quem está dentro do mundo editorial sabe o quanto é prejudicial esse tipo de ação. E-books não autorizados infringem as leis dos direitos autorais, ou seja, é crime.
    Eu e o lost somos contra esse tipo de coisa.. por isso você nunca irá encontrar aqui nenhum arquivo do gênero.

    E nada melhor que ter o livro na mão né!

    ResponderExcluir
  19. Honestamente, não sou fã desse autor- acho que ele *força* um pouco para todo mundo chorar no final (talvez seja por isso que gostei de Noites de Tormenta, o filme, e não gostei do livro). 'Desejo e Reparação', por exemplo, não tem final feliz mas é um livro muito de mto + impacto, na minha opinião. Anyways, é tudo uma questão de gosto!:) E o engraçado é que eu sempre imaginei ele meio velho mas saiu uma foto na Epoca e ele é jovem! :O
    Lol. Tô tagarelando!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  20. Honestamente, não sou fã deste autor- acho que ele *força* um pouco para todo mundo chorar no final (talvez seja por isso que gostei de Noites de Tormenta, o filme, e não gostei do livro). 'Desejo e Reparação', por exemplo, não tem final feliz mas é um livro muito de mto + impacto, na minha opinião. Anyways, é tudo uma questão de gosto!:) E o engraçado é que eu sempre imaginei ele meio velho mas saiu uma foto na Epoca e ele é jovem! :O
    Lol. Tô tagarelando!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  21. Eu tô com o maior pesão atrás pra ler esse livro depois de ter visto e o filme e ter achado um saquinho! Eu gosto muito do filme The Notebook, mas esse não desceu mesmo. Nunca tentei ler nenhuma livro dela, no entanto.

    ResponderExcluir
  22. Eu comprei o livro e assim que terminar "A mulher do viajante no tempo" irei lê-lo.
    Ando me segurando pra não assistir ao filme, pq tenho certeza q irei me decepcionar. Vou ler o livro antes.
    Nunca li nada do autor, apenas assisti a alguns filmes baseados nas obras dele.

    ResponderExcluir
  23. Julianna,

    Olá querida! Quase nunca comento por aqui #fail

    Bom, só queria dizer pra vc não perder as esperanças com Nicholas Sparks
    e seus livros sem Happy End!
    Ainda não li Querido John, mas só de imaginar o final fico com receio..hehe
    Não sou muito adepta de finais não-felizes, mas as vezes me surpreendo!

    Enfim, já assisti A ULTIMA MUSICA e aviso logo, não deixe de ver. Garanto q vc não vai se arrepender.
    Agora, quero desesperadamente ler o livro!!

    Bjos
    Nanda

    ResponderExcluir
  24. Vou confessar que eu esperava mais do livro, acho que muita gente disse que chorava desde o início e blábláblá, então eu fui ler pronta pra começar a chorar, e no fim não deu em nada.
    Mas você tem razão, o modo como o Nicholas escreve é de uma intensidade que faz tocar, faz sentir (mesmo que eu não chore, hm). E é tão frustrante o final que uiiiii UHASHUAHUAHUSHUAS

    ahm e fico feliz que a sua história pessoal tenha tido um final feliz!
    agora que venha o filme e o livro a última música.

    ResponderExcluir
  25. Eu sou tão chorona que estou com medo de ler o livro. Desconfio que não vou resistir até o final ;_;
    Em todo caso, amei a resenha. Ficou muito bem feita! *_*

    ResponderExcluir
  26. Eu também amei esse livro! E discordo, o Nicholas também sabe escrever happy endings... leia The Rescue, ou The Guardian, ou The Wedding, ou O Milagre... e esses são aó alguns dos que li, outras histórias com certeza devem ter final feliz! ;)

    Bjoos

    ResponderExcluir
  27. Fê então devem definitivamente fazer um filme dos livros com finais felizes né?

    Tá faltando..

    ResponderExcluir
  28. Já li e nunca sofri tanto com um livro! Também tive um motivo bem pessoal pra me identificar, por isso não conseguia nem chorar direito, o choro ficava entalado na garganta. Agora estou lendo A última música, mas ainda não cheguei nas partes mais dramáticas.

    Também quero saber o que o Sparks tem contra finais felizes :/

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Oi Juh, estou lendo o livro e já me preparando para o final, ai como Nicholas Sparks me faz sofrer com seus belos romances!
    A Última Música me tocou muito, chorei muitooooooo, mas gostei do final, agora Medo do dear John !!!!


    Bjo ;)

    ResponderExcluir
  30. Oii Ju!
    Eu já vi o filme (é, eu não aguentei hauhaua), e eu também, que nem vc, não entendi COMO o John pode preferir o exército do que seu amor, mas os norte-americanos tem um patriotismo mto mto mais forte do que os brasileiros..
    Mas, AAAAAh, eu tenho medo de ler esse livro pq eu sei q o final não vai ser feliz, hauhauha, mas assim que tiver um tempo eu vou lê-lo! Pq o filme é LIIINDO - não sei se é fiel ou não - mas eu chorei o filme inteiro! hauhauha xD
    Ameiii sua resenha Ju, como sempre :)
    beijos!

    ResponderExcluir
  31. Já vi o filme Juh, mas estou louco para ler o livro, É uma história LINDA! *__*

    ResponderExcluir
  32. Oi Ju!
    O livro parece ser lindo, mas acho muito deprê. Não sei se estou disposta a chorar. kkk
    Parabéns pela resenha
    Bjs

    ResponderExcluir
  33. Ei Ju,

    Resenha perfeita, amei.

    Eu ainda não li e tbm estou em uma fase q não estou podendo chorar rsrs, mas está na minha lista de compras.

    bjooo

    ResponderExcluir
  34. Own Ju! Qdo eu crescer eu quero escrever igual a vc, hehehe

    Agora que eu já resenhei, pude vir aqui, rs

    Eu tb fiquei revoltada com o patriotismo de John, mas... faz parte! Nunca tinha lido um livro do Nicholas antes, mas mesmo sem saber, o meu filme preferido é baseado em uma obra dele "Um amor pra recordar". Tb queria mto um final feliz, mas fico boquiaberta por ele conseguir nos fazer tão felizes e emocionadas mesmo com um final que não é o que esperavamos né?

    @tathys

    ResponderExcluir
  35. Vou ter que esperar para ler esse. Só de ler a resenha já estou chorando, maldita TPM!

    Que história linda, preciso ler tb!! É td q consigo escrever agora,

    Bjks!

    ResponderExcluir
  36. O livro é simplesmente MARAVILHOSO! Sem palavras para descrever o amor que o John sente pela Savannah. Simplesmente perfeito.

    ResponderExcluir

Meninas (e eventuais meninos) as respostas aos seus amados e estimados comentários será feita no próprio blog, ok?? Responderei logo abaixo dos seus comentários.

Regras
- Comentários Anônimos não serão publicados nem respondidos.
- Não faça propaganda de blogs/sites nos comentários.
- Não peça parcerias pelos comentários, use o Formulário.
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.

Os comentários dos leitores não refletem a opinião da autora do blog, e são de responsabilidade exclusiva dos mesmos.