sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A esperança tem muitas faces de Lucília Junqueira de Almeida Prado

Fazem alguns  meses que não tenho a oportunidade de ler um bom romance histórico.  Acredito eu desde  O Órfão de Hitler  ( que você pode ler a resenha aqui), e não porque eu não gosto ( A-D-O-R-O), mas porque minhas leituras de Chick Lit me tomam grande parte do tempo ( o que eu não posso reclamar, porque A-M-O). Então, quando tive a oportunidade de escolher  este romance histórico, lançamento da Editora Planeta, fiquei super empolgada, principalmente por ele ser brasileiro ( isso mesmo minha gente!). A autora,  Lucília Junqueira de Almeida Prado,  tem um extensa carreira com mais de 65 livros infantis  e juvenis publicados, além de grandes prêmios literarios na estante, mas este romance histórico verde-amarelo é sua primeira obra voltada para o publico adulto.
Para melhorar ainda mais o período histórico é o final do  Estado Novo, ou seja, o período ditatorial de Vargas e sua posição na segunda guerra mundial.  Eu sei que eu já cansei de falar isso, mas sempre adorei estudar as grandes guerras, uma paixão de infância, culpa dos super bitolados -pai e tio- que  desde pequenos  curtiam explodir coisas, seguidos de forjar espadas e coisas do tipo ( sim, sim  os Steffens poderiam se confundidos facilmente com terroristas, digo sempre!). Aliados a isso, no outro extremo da família ( Steffens = alemães / Luiz = Italianos) sempre  ouvi minha avó Dulce contar as histórias de seu pai, cozinheiro de um dos maiores navios mercantes  de Florianópolis, o Carlos Hoepcke, que durante a guerra permaneciam no mar completamente em silencio e com as luzes apagadas por causa dos tais submarinos alemães.  Vocês devem estar pensando aonde quero chegar com esta quase biografia familiar, mas explico: "A esperança tem muitas faces" se incia exatamente neste contexto histórico, época em que diversas embarcações brasileiras foram abatidas pelos submarinos alemães, e apesar de tudo, o  governante supremo Getúlio Vargas continuava  neutro. 
O livro se inicia com uma mobilização estudantil em diversas capitais, uma passeata contra a posição neutra do governo brasileiro.  Algo que fica marcante durante toda a narrativa é a maturidade  dos jovens daquela época, muito mais cultos e responsáveis (e politicamente ativos) do que hoje em dia. Entre papos descontraídos, típicos do final da adolescência,  informações sobre a guerra que assolava o mundo são discutidas com profundo interesse, principalmente pelo casal de namorados  - Lívia e Gian e sua roda de amigos.
Livia é uma moça linda  e estudiosa da nata paulistana. Gian  por sua vez é estudante de engenharia filho de um grande usineiro do açúcar, com um único grande defeito, um ciume incontrolável  que sente pela sua amada. Os dois se amam loucamente, e planejam ficar noivos em breve, mas a guerra e o orgulho entram no meio do caminho desta história de amor, rancor e mentiras.
Além de torcer pelo casal, eu (para variar) me apaixonei pelos personagens secundários, que compõem essa história realista, completamente brasileira. Entre eles Guto, um dos "fãns" de Livia pelo qual Gian morria de ciumes, mas que se torna um grande amigo e companheiro de guerra. Raquel a jovem  imigrante judia, que passou por tantas tristezas durante a guerra mas que encontra sua felicidade no Brasil .  
A retrospectiva histórica então,  é simplesmente fantástica e fascinante, principalmente as descrições da FEB (Força Expedicionária Brasileira) e seu papel na frente de avanço do Eixo na Itália fascista .  Como falei, filha  de um Nerd , criador de um mapa do jogo Day Of  Defeat homenageando  a FEB na  batalha de Montese, fiquei encantada com a descrição das tropas brasileiras ( alias meu pai também! Ele já está esperando que eu lhe empreste o livro).
Emfim um livro imperdível, de um gênero que sei  que é o queridinho de muitas. 
Um romance histórico da maior qualidade e 100% brasileiro. #fato!

PS:  Essa capa linda foi feita por uma leitora do Lost sabia? A Renata Milan,  que além da capa do A Esperança tem muitas faces, também fez a capa de A Rosa do Inverno, que eu amo de paixão. Quem quiser conferir o site dela clique aqui!

20 comentários:

  1. Eu quero muito ler esse livro,a capa é linda mesmo!

    Beeeeeijos;*

    ResponderExcluir
  2. Miga amei a resenha começei a ler e to manado mesmo. Parabéns como sempre vc arrebenta.

    ResponderExcluir
  3. a história parece realmente linda.
    Amei a resenha. **

    ResponderExcluir
  4. Aah deve ser mt legal o livro, maas eu teria que ler antes sobre a história em si pra poder nao ficar boiiando, pra vc foi facil ne? :]

    Beeijos.

    ResponderExcluir
  5. Cada dia que passa eu me convenço (cada vez mais) que os blogs literários estão disseminando a literatura de uma forma fantástica! E empolgante!
    Estou convecida do que quero para minha vida, só não posso perder o FOCO! O FOCO GAROTA! No momento certo pedirei tua ajuda, pode ser Steffens?
    Ah! Mais uma vez vc brilhou na resenha!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro já está na minha lista de próximas aquisições e depois de uma recomendação como essa, tenho que comprar rapidinho! Sou super fã de romaces históricos!!
    Beijos
    Camila

    ResponderExcluir
  7. Desde que li a sinopse a alguns dias fiquei com vontade de ler, agora a sua resenha me deixou ainda mais curiosa pra ler o livro.
    bj

    ResponderExcluir
  8. Eu não queria ler esse livro, não, mas adorei sua resenha e parece ser ótimo!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Primeiramente, um big parabéns para a Renata Milian!!! Gente, que talento!!!
    Em segundo... adorei a resenha!!! Já me deixou com vontade de ler o livro, ainda mais sendo de escritora brazuca!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. AI, ELA TBM TRABALHOU NA CAPA DE O PACTO!

    ResponderExcluir
  11. Nossa, gostei demais dessa resenha! Já entrou pra minha lista.

    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Tá rolando sorteio no meu blog: http://farofadbatata.blogspot.com/2010/02/2-sorteio-farofa-de-batata-e-miss-sugar.html

    Participe ^^

    Miquiliss
    Bru

    ResponderExcluir
  13. bahh esse livro parece ser otimo..
    Quero muito ler, e a capa ta linda...
    XD

    ResponderExcluir
  14. Ei Ju,

    Eu ja li vários livros infantis da autora mas este eu ainda não conhecia. Adorei a sinopse e a resenha :)

    A capa ficou mesmo linda, a rosa de inverno eu ja li rs

    bjoo

    ResponderExcluir
  15. Ahh loved s2
    A capa também é incrível, adoro a de A Rosa do Inverno! :D

    xx

    ResponderExcluir
  16. OMG, Ju, valeu por fazer a resenha desse livro, eu já queria ler antes, mas depois disso aqui, PRECISO LER! também amo esse período, sou completamente fascinada... :D

    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Oii Ju!
    Adoreii sua resenha e a história do livro!
    hauhauahu eu tbb amoo romance históricoo!! :DDD
    Quando a escola me der um tempinho de folga, hauhauha, eu vou tentar ler!
    Ainda mais que é brasileiroooo!! :D
    Nunca li nada dela, então, parece ser uma ótima chance :)
    beijos!

    ResponderExcluir
  18. Adorei a resenha Ju!
    O livro parece ser tudo de bom e tenho que confessar que adoro um romance histórico. =D

    ResponderExcluir
  19. oi amiga
    só quero te alertar que a capa foi feita pela Milan, mas a autora da imagem, esta mulher linda de costas é a artista Leila Ubbi Baldochi, de Ribeirao Preto que assinava tambem Lubbi Baldochi
    aqu ivai o site dela:
    http://leilaubbibaldochi.artelista.com/

    ResponderExcluir

Um lugar para se discutir sobre a literatura conhecida como Chick–Lit. Romances, leves, divertidos e charmosos, que são o retrato da mulher moderna,inteligente e audaciosa. Resenhas e entrevistas exclusivas!


Regras
- Comentários Anônimos não serão publicados nem respondidos.
- Não faça propaganda de blogs/sites nos comentários.
- Não peça parcerias pelos comentários, use o Formulário.
- Comentários ofensivos e preconceituosos não serão aceitos.
- Respostas sempre nos próprios comentários.

Os comentários dos leitores não refletem a opinião da autora do blog, e são de responsabilidade exclusiva dos mesmos.